Translate

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

UM VERÃO INESQUECÍVEL...




Quero viver um verão
sonoro qual Xangrilá,
entre Torres e Quintão, 
numa prainha acolá!...
Por ruazinhas de areias,
douradas e sinuosas,
quero encontrar as sereias
que habitem praias sedosas!...

Quero viver um verão
que me provoque a sonhar,
com um éden  em Capão,
senão na Noiva do Mar
quando encontre um grande amor,
a perder-me por aí,
nas férias e em seu calor,
- quem sabe em Tramandaí!...

Quero o verão mais incrível
que possa haver em Imbé,
um verão inesquecível,
com sabor de Arambaré!...
Sentindo a brisa do mar,
adormecer numa esteira,
a sonhar com um lugar
com aroma de Cidreira!...

Depois, o gosto do sal,
que em meus lábios me seduz,
lembrança do litoral,
levarei de Mariluz!...
Haverá outros verões,
de tão sensual refrigério,
mas lembrarei as lições 
que aprender em Magistério!...

Quero viver um verão...
um verão inesquecível!...

Cláudio Luiz
Em dezembro de 2013



Um comentário:

  1. Obrigada Claudio pelo seu posicionamento no poema "Sou Gonçalves Dias". Eu não tinha pensado por esse lado e quis apenas expressar a importância desse grande homem na literatura e consequentemente homenageá-lo. Vou rever o poema. Obrigada mais uma vez

    ResponderExcluir

SEU COMENTÁRIO É MUITO BEM-VINDO!