Translate

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

PRENÚNCIO DE PRIMAVERA

No clamor das noites primaveris,
ao sopro dos jardins inebriantes, 
renascem sonhos de paixões febris,
da brisa, em apelos sussurrantes!...

Eflúvios de vozes e fragrâncias
pelos ares, suaves, se difundem,
a chamar por amores nas distâncias,
e entre seus suspiros se confundem!...

Anseios excitados por odores
viscejam numa flora encantada,
de bosques e jardins tão sedutores!...

E quando se faz enfim madrugada,
e as estrelas velam por amores,
eis a Natureza enamorada!...


Em 26 de novembro de 2018




segunda-feira, 4 de junho de 2018

ASSIM NASCEM AS CANÇÕES...



A poesia que há na inspiração musical...















Poemas...

desabafos de uma alma

que dão sentido à nossa dor!...

Canções...

formas frágeis, impalpáveis,

que nos falam de amor!...


Como nascem os poemas,

assim nascem as canções,

os sentimentos por temas,

ao pulsar das ilusões!...


Um seresteiro apaixonado

morre só e desprezado,

levando somente consigo

mágoas que o violão amigo

sublimou em suas canções...

Mas sua musa decantada

ficará eternizada

ao passar das gerações!...


Desses sonhos que se apagam,

assim nascem as canções!...


Da euforia de um momento,

tão fugaz como é o vento,

nasce, assim, uma canção;

e das horas de dilema,

adornando um poema

que nasceu da solidão!...


Como dor que amadurece,

cristalizando, qual prece,

assim nascem as canções,

- pérolas que, sem ter pressa,

tomam forma que se expressa

a refletir emoções!...


De quem nada quer provar, 

e nada pode esperar

de seu viver sem razão,

nasce, - talvez -, uma canção,

se nada tem a perder,

e está livre pra dizer

o que diz seu coração!...


E da paixão mais sincera,

pressentindo a primavera

a lhe dar inspiração,

ao nascer d'uma quimera,

recompensa d'uma espera,

- vai nascer outra canção!...


Cláudio Luiz Sá Brito Machado